Entrada
Entrada
O Centro
Investigação
Investigadores
Actividades Destaques 2015-2018 2014-2011 2010-2007 2006-2003 2002-1999
Formação
Publicações
Biblioteca
Redes Internacionais
Recursos Electrónicos
Call for Papers
Boletim
Ligações úteis
Contactos

English VersionCEC no FacebookCEC no YouTube
Entrada seta Actividades seta 2015-2018 seta Conferência de Chus Pato: "Osmose"

Conferência de Chus Pato: "Osmose"

Data: 3 de Julho de 2016
Hora: 18h30
Local: Largo de São Paulo

Esta conferência realiza-se no âmbito da programação do Festival Silêncio'16 e resulta de um convite feito em colaboração com o CEC (Grupo LOCUS). 
 
A escritora galega Chus Pato (Ourense, 1955) é uma das principais vozes da poesia contemporânea ao nível internacional. Autora de dez poemários, publicados entre 1991 e 2013, entre os quais destacam Fascinio (1995 e 2010), A ponte das poldras (1996 e 2006), m-Talá (2000), Hordas de escritura (2008), Secesión (2009) ou Carne de Leviatán (2013). Recebeu vários prémios, como o Losada Diéguez (1997 e 2008) ou o Prémio da Crítica Espanhola para a poesia galega (2008).

A sua obra explora os limites da escritura e põe à luz as fronteiras dos corpos, dos discursos e dos espaços num diálogo constante com diferentes tradições literárias e culturais, que se traduz numa poesia altamente sedutora e inovadora. Chus Pato foge das essências e das fórmulas líricas convencionais, para optar por uma poesia que mostra as sua vigas, evidenciando a desconstrução da linguagem e do processo comunicativo. O seu livro m-Talá (2000) foi saudado internacionalmente como uma rutura em relação aos discursos poéticos vigentes, convertendo-se num ponto de inflexão para a poesia galega e europeia.

A sua obra foi publicada em vários países e conta com uma grande projeção no âmbito anglo-saxónico. As suas traduções para o inglês são da autoria da também poeta Erín Moure e foram habitualmente publicadas pela editora Shearsman Books. Recentemente a voz de Chus Pato foi incorporada às gravações da Woodberry Poetry Room de Harvard, onde se recolhem as palavras de figuras das letras universais. Participou também nos festivais internacionais de poesia de Barcelona, Rosario, Havana, Buenos Aires, Bratislava, Roterdão e Antuérpia.

Além de poeta, Chus Pato e também ativista social, política e cultural, fazendo parte do coletivo de intervenção Redes Escarlata.





| Imprimir | Adicionar aos Favoritos |

Centro de Estudos Comparatistas da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa
conteúdos: © 2006 - 2018, Centro de Estudos Comparatistas
textos assinados: © autor respectivo