Entrada
Entrada
O Centro
Investigação
Investigadores
Actividades Destaques 2015-2018 2014-2011 2010-2007 2006-2003 2002-1999
Formação
Publicações
Biblioteca
Redes Internacionais
Recursos Electrónicos
Call for Papers
Boletim
Ligações úteis
Contactos

English VersionCEC no FacebookCEC no YouTube
Entrada seta Actividades seta 2015-2018 seta Conversas urbanas alternativas

Conversas urbanas alternativas


Data:
26 de Abril, 2017 | Horário: 15:00
Local: Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (Sala 5.2.)
Cartaz

English version

Haverá lugar para narrativas urbanas alternativas nas cidades de hoje?

O projecto OFF-OFF Lisbon do Centro de Estudos Comparatistas organiza este ciclo de conversas com artistas, pensadores e especialistas de diversas áreas do saber, com o objectivo de reflectir sobre o que podemos considerar uma narrativa urbana alternativa nas cidades contemporâneas. Propõe-se criar um diálogo e debate em torno das práticas artísticas e a sua relação com os vários contextos urbanos, políticos e arquitecturais, bem como em torno da relação entre os elementos materiais da cidade e as possibilidades de interacção social, comunicativas e de expressão criativa.
As práticas artísticas contemporâneas, tendo o espaço público como alvo, são formas privilegiadas  para pensar e teorizar sobre a sua espacialidade distintiva: representações do espaço, do quotidiano, as tensões e relações sociais, as diferenças e diversidade culturais. Pretende-se questionar criticamente oposições binárias tais como centro/periferia, institucional/alternativo, reflectindo como culturas marginais são (ou não) apropriadas pelo discurso institucional, como as zonas periféricas influenciam as posições centrais do sistema da cultura e vice-versa, o que se traduz numa negociação identitária. Estas áreas móveis e instáveis serão centrais para o nosso debate.
Pensando na cidade como uma variedade de narrativas e discursos, propõe-se uma forma de reflexão que possa dar conta das variações, contradições, movimentos nas cidades a partir de um perspectiva multidisciplinar e comparatista.

Anselm Jappe à conversa com Luís Maria Baptista/Os Espacialistas

Anselm Jappe é autor de Guy Debord (1993, Antígona 2008), As aventuras da mercadoria. Para uma nova crítica do valor (2003, Antígona 2006), L’Avant-garde inacceptable. Réflexions sur Guy Debord (2004), Sobre a Balsa da Medusa. Ensaios acerca da decomposiçao o capitalismo (2011, Antígona 2012), Conferências de Lisboa (Antígona 2013), Uma conspiração permanente contra o mundo. Reflexões sobre Guy Debord e os Situacionistas (Antígona 2014).
Colaborou com as revistas alemãs Krisis e Exit! fundadas por Robert Kurz, que desenvolveram  a “crítica do valor”. É actualmente professor na Accademia delle Belle Artie em Sassari (Itália) e foi professor visitante em várias universidades europeias e americanas. Também leccionou no Collège International de Philosophie (Paris).

Luís Maria Baptista/Os Espacialistas
Licenciado em Arquitectura pela Universidade Lusíada de Lisboa em 1994, onde é professor da cadeira de Projecto, desde 1999. Colaborou entre 1994 e 2002, com o arquitecto escultor Artur Rosa, marido e fotógrafo da pintora Helena Almeida, facto que lhe permitiu consciencializar as relações entre arte e arquitectura e ter contacto privilegiado com as estratégias criativas por eles desenvolvidas, que o levaram a perceber a fotografia como um dispositivo legítimo de pensamento e desenho, do espaço e do corpo, no ensino da arquitectura e na génese de um projecto de arquitectura. Da colaboração com o Arquitecto Artur Rosa, destaca-se o projecto da Estação do Metro do Terreiro do Paço, do qual foi coordenador durante todo o tempo em que aí permaneceu.
O gosto pelas imagens e pelas suas possibilidades narrativas, faz com que desenvolva há mais de 20 anos, uma prática diária de escrita fotográfica, da qual nasceu o conceito de esqui(ss)o fotográfico em tempo real, que está na origem do projecto arquitectónico artístico: “Os Espacialistas”, que conta desde o seu aparecimento em 2008, com diversas exposições, residências artísticas, instalações, acções performativas, oficinas e publicações, em galerias, feiras de arte contemporânea, festivais, universidades e instituições como o Centro Cultural de Belém ou a Fundação Calouste Gulbenkian.
Desde 2002 mantém uma intensa colaboração com o escritor Gonçalo M. Tavares, em diversos artigos, livros, cursos e conferências, da qual se destaca a ilustração fotográfica das Crónicas da revista Visão, do Dicionário Ilustrado do Notícias Magazine e a ilustração fotográfica / design gráfico de livros como a “Viagem à Índia”,  “Matteo Perdeu o Emprego”, o“Atlas do Corpo e da Imaginação”, “Uma menina está perdida no seu século à procura do pai” e “O Torcicologologista, Excelência”.


Actividade (regular) organizada no âmbito do projecto OFF-OFF Lisbon: Narrativas Urbanas Alternativas, do grupo THELEME do Centro de Estudos Comparatistas.







| Imprimir | Adicionar aos Favoritos |

Centro de Estudos Comparatistas da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa
conteúdos: © 2006 - 2017, Centro de Estudos Comparatistas
textos assinados: © autor respectivo