Entrada
Entrada
O Centro
Investigação
Investigadores
Actividades Destaques 2015-2018 2014-2011 2010-2007 2006-2003 2002-1999
Formação
Publicações
Biblioteca
Redes Internacionais
Recursos Electrónicos
Call for Papers
Boletim
Ligações úteis
Contactos

English VersionCEC no FacebookCEC no YouTube
Entrada seta Actividades seta Conversas urbanas alternativas #3

Conversas urbanas alternativas #3


Data: 12 de Outubro, 2017 | Horário: 18:00
Local: Livraria Tigre de Papel
Cartaz


Ricardo Campos à conversa com Françoise Schein

Haverá lugar para narrativas urbanas alternativas nas cidades de hoje?

O projecto Off-LX do Centro de Estudos Comparatistas organiza este ciclo de conversas com artistas, pensadores e especialistas de diversas áreas do saber, com o objectivo de reflectir sobre o que podemos considerar uma narrativa urbana alternativa nas cidades contemporâneas. Propõe-se criar um diálogo e debate em torno das práticas artísticas e a sua relação com os vários contextos urbanos, políticos e arquitecturais, bem como em torno da relação entre os elementos materiais da cidade e as possibilidades de interacção social, comunicativas e de expressão criativa.

As práticas artísticas contemporâneas, tendo o espaço público como alvo, são formas privilegiadas para pensar e teorizar sobre a sua espacialidade distintiva: representações do espaço, do quotidiano, as tensões e relações sociais, as diferenças e diversidade culturais. Pretende-se questionar criticamente oposições binárias tais como centro/periferia, institucional/alternativo, reflectindo como culturas marginais são (ou não) apropriadas pelo discurso institucional, como as zonas periféricas influenciam as posições centrais do sistema da cultura e vice-versa, o que se traduz numa negociação identitária. Estas áreas móveis e instáveis serão centrais para o nosso debate.

Pensando na cidade como uma variedade de narrativas e discursos, propõe-se uma forma de reflexão que possa dar conta das variações, contradições, movimentos nas cidades a partir de um perspectiva multidisciplinar e comparatista.

Françoise Schein

www.inscrire.com
www.francoiseschein.com

Françoise Schein é uma artista com um percurso atípico: nasceu em Bruxelas e vive entre a sua cidade natal, Paris, Caen e Brasil. Licenciada em Arquitectura e Design Urbano pela Escola de La Cambre (1976) e pela Universidade de Columbia, Nova Iorque (1978), a sua obra gráfica e monumental trata de temas filosóficos e humanísticos. Desenvolve o seu trabalho artístico internacionalmente em Bruxelas, Paris, Lisboa, Berlim, Estocolmo, Bremen, Nova Iorque, Ramala, Rio de Janeiro, São Paulo, Montevideu e recentemente no Haiti. Em 1997 fundou e dirige a associação INSCRIRE com o objectivo de consolidar os seus projectos artísticos participativos sobre Direitos Fundamentais no mundo. Ensina em diversas escolas de arte e universidades, nomeadamente na ESAM, Escola de Artes e Media de Caen na Normadia. A partir do seu próprio processo artístico, Françoise Schein criou um método de ensino pela cidadania que propõe à população em geral e às instituições culturais, com o intuito de criar obras públicas e perenes. É membro da Academia Real das Ciências, das Letras e das Belas Artes da Bélgica e foi artista residente da UCL, Universidade Católica de Lovaina em 2016-2017.

Ricardo Campos

Ricardo Campos é mestre em Sociologia e Doutorado em Antropologia Visual. É investigador integrado (Investigador FCT) no CICS.Nova (Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas) e professor convidado no Mestrado em Relações Interculturais (Universidade Aberta). É co-editor da revista internacional Cadernos de Arte & Antropologia membro fundador e co-coordenador da Rede Luso-Brasileira de pesquisa em Artes e Intervenções Urbanas (RAIU). Ao longo dos anos tem realizado pesquisa em vários centros de investigação, em torno das temáticas das culturas juvenis urbanas, da arte urbana, dos media digitais, da antropologia visual e da cultura visual, tendo diversos capítulos de livros e artigos em revistas nacionais e internacionais sobre estes temas. É autor das obras Introdução à Cultura Visual. Abordagens teóricas e metodológicas (Mundos Sociais, 2013), Porque pintamos a cidade? Uma abordagem etnográfica ao graffiti urbano (Fim de Século, 2010) e co-organizador dos livros Uma cidade de Imagens (Mundos Sociais, 2011), Popular & Visual Culture: Design, Circulation and Consumption (Cambridge Scholars Publishing, 2014) e Transglobal Sounds. Music, indentity and migrant descendants (Bloomsbury Academic Publishing, 2016).

Actividade (regular) organizada no âmbito do projecto OFF-OFF Lisbon: Narrativas Urbanas Alternativas, do grupo THELEME do Centro de Estudos Comparatistas.






| Imprimir | Adicionar aos Favoritos |

Centro de Estudos Comparatistas da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa
conteúdos: © 2006 - 2017, Centro de Estudos Comparatistas
textos assinados: © autor respectivo