Entrada
Entrada
O Centro
Investigação
Investigadores
Actividades Destaques 2015-2018 2014-2011 2010-2007 2006-2003 2002-1999
Formação
Publicações
Biblioteca
Redes Internacionais
Recursos Electrónicos
Call for Papers
Boletim
Ligações úteis
Contactos

English VersionCEC no FacebookCEC no YouTube
Entrada seta Actividades seta Conversas urbanas alternativas

Conversas urbanas alternativas


Data:
26 de Abril, 2017 | Horário: 15:00
Local: Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (Sala 5.2.)
Cartaz

English version

Haverá lugar para narrativas urbanas alternativas nas cidades de hoje?

O projecto OFF-OFF Lisbon do Centro de Estudos Comparatistas organiza este ciclo de conversas com artistas, pensadores e especialistas de diversas áreas do saber, com o objectivo de reflectir sobre o que podemos considerar uma narrativa urbana alternativa nas cidades contemporâneas. Propõe-se criar um diálogo e debate em torno das práticas artísticas e a sua relação com os vários contextos urbanos, políticos e arquitecturais, bem como em torno da relação entre os elementos materiais da cidade e as possibilidades de interacção social, comunicativas e de expressão criativa.
As práticas artísticas contemporâneas, tendo o espaço público como alvo, são formas privilegiadas  para pensar e teorizar sobre a sua espacialidade distintiva: representações do espaço, do quotidiano, as tensões e relações sociais, as diferenças e diversidade culturais. Pretende-se questionar criticamente oposições binárias tais como centro/periferia, institucional/alternativo, reflectindo como culturas marginais são (ou não) apropriadas pelo discurso institucional, como as zonas periféricas influenciam as posições centrais do sistema da cultura e vice-versa, o que se traduz numa negociação identitária. Estas áreas móveis e instáveis serão centrais para o nosso debate.
Pensando na cidade como uma variedade de narrativas e discursos, propõe-se uma forma de reflexão que possa dar conta das variações, contradições, movimentos nas cidades a partir de um perspectiva multidisciplinar e comparatista.

Anselm Jappe à conversa com Luís Maria Baptista/Os Espacialistas

Anselm Jappe é autor de Guy Debord (1993, Antígona 2008), As aventuras da mercadoria. Para uma nova crítica do valor (2003, Antígona 2006), L’Avant-garde inacceptable. Réflexions sur Guy Debord (2004), Sobre a Balsa da Medusa. Ensaios acerca da decomposiçao o capitalismo (2011, Antígona 2012), Conferências de Lisboa (Antígona 2013), Uma conspiração permanente contra o mundo. Reflexões sobre Guy Debord e os Situacionistas (Antígona 2014).
Colaborou com as revistas alemãs Krisis e Exit! fundadas por Robert Kurz, que desenvolveram  a “crítica do valor”. É actualmente professor na Accademia delle Belle Artie em Sassari (Itália) e foi professor visitante em várias universidades europeias e americanas. Também leccionou no Collège International de Philosophie (Paris).

Luís Maria Baptista/Os Espacialistas
Licenciado em Arquitectura pela Universidade Lusíada de Lisboa em 1994, onde é professor da cadeira de Projecto, desde 1999. Colaborou entre 1994 e 2002, com o arquitecto escultor Artur Rosa, marido e fotógrafo da pintora Helena Almeida, facto que lhe permitiu consciencializar as relações entre arte e arquitectura e ter contacto privilegiado com as estratégias criativas por eles desenvolvidas, que o levaram a perceber a fotografia como um dispositivo legítimo de pensamento e desenho, do espaço e do corpo, no ensino da arquitectura e na génese de um projecto de arquitectura. Da colaboração com o Arquitecto Artur Rosa, destaca-se o projecto da Estação do Metro do Terreiro do Paço, do qual foi coordenador durante todo o tempo em que aí permaneceu.
O gosto pelas imagens e pelas suas possibilidades narrativas, faz com que desenvolva há mais de 20 anos, uma prática diária de escrita fotográfica, da qual nasceu o conceito de esqui(ss)o fotográfico em tempo real, que está na origem do projecto arquitectónico artístico: “Os Espacialistas”, que conta desde o seu aparecimento em 2008, com diversas exposições, residências artísticas, instalações, acções performativas, oficinas e publicações, em galerias, feiras de arte contemporânea, festivais, universidades e instituições como o Centro Cultural de Belém ou a Fundação Calouste Gulbenkian.
Desde 2002 mantém uma intensa colaboração com o escritor Gonçalo M. Tavares, em diversos artigos, livros, cursos e conferências, da qual se destaca a ilustração fotográfica das Crónicas da revista Visão, do Dicionário Ilustrado do Notícias Magazine e a ilustração fotográfica / design gráfico de livros como a “Viagem à Índia”,  “Matteo Perdeu o Emprego”, o“Atlas do Corpo e da Imaginação”, “Uma menina está perdida no seu século à procura do pai” e “O Torcicologologista, Excelência”.


Actividade (regular) organizada no âmbito do projecto OFF-OFF Lisbon: Narrativas Urbanas Alternativas, do grupo THELEME do Centro de Estudos Comparatistas.







| Imprimir | Adicionar aos Favoritos |

Centro de Estudos Comparatistas da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa
conteúdos: © 2006 - 2017, Centro de Estudos Comparatistas
textos assinados: © autor respectivo