Entrada
Entrada
O Centro
Investigação Grupo CITCOM Grupo LOCUS Grupo MORPHE Grupo THELEME Projectos Concluídos
Investigadores
Actividades
Formação
Publicações
Biblioteca
Redes Internacionais
Recursos Electrónicos
Call for Papers
Boletim
Ligações úteis
Contactos

English VersionCEC no FacebookCEC no YouTube
Entrada seta Investigação seta Grupo CITCOM seta 5. LEGADOS DO IMPÉRIO E DO COLONIALISMO EM PERSPETIVA COMPARADA

5. LEGADOS DO IMPÉRIO E DO COLONIALISMO EM PERSPETIVA COMPARADA

LEGACIES OF EMPIRE AND COLONIALISM IN COMPARATIVE PERSPECTIVE
Coordenação:
Elsa Peralta - Investigadora FCT

Sinopse:

A partir do cruzamento entre as ciências sociais e as humanidades, este projeto pretende construir uma sólida base empírica para criticamente discutir os legados do império e do colonialismo na Europa pós-colonial, contribuindo assim para o desenvolvimento de investigação comparativa sobre o tema.

Este projeto acomoda atualmente os seguintes 3 sub-projetos:

 

  • NARRATIVAS DE PERDA, GUERRA E TRAUMA: MEMÓRIA CULTURAL E O FIM DO IMPÉRIO PORTUGUÊS - PROJECTO EXPLORATÓRIO (IF/01530/2014)

              P.I.: Elsa Peralta

Sinopse:

Usando uma agenda interdisciplinar, que combina perspetivas da antropologia, dos estudos pós-coloniais e dos estudos de memória, este projeto centra-se em narrativas de memória respeitantes aos eventos conflituantes relacionados com o fim do Império português: as guerras coloniais e o êxodo maciço da África. O objetivo é analisar uma série de narrativas de memória - incluindo memórias pessoais e familiares, narrativas ficcionais, e memórias públicas - por meio das quais a guerra, a violência, a perda e o trauma são expressos e internalizados na esfera social.

Website


  • RECONFIGURAÇÕES PÓS-COLONIAIS:  HISTÓRIA, NAÇÃO E CULTURA POPULAR

            P.I.: Marcos Cardão

 

Sinopse:

Os anos 1980 são vistos como um tempo de inserção de Portugal na esfera das economias e sociedades liberais europeias. O aparecimento de novas formas de consumo, imaginários e dinâmicas cosmopolitas fez parte de um processo amplo de transformações socioculturais repercutidas pela cultura popular urbana, que oferece múltiplos observatórios de análise e permite identificar fenómenos historicamente emergentes, dos quais se destaca a reinvenção do nacionalismo português, que reapareceu num contexto democrático e pós-colonial e impregnou a vida quotidiana com representações idealizadas da portugalidade. Admitindo que a cultura audiovisual passou a ser o eixo gravitacional da vida cultural portuguesa nos anos 80, e que esta nos permite situar o caso Português no âmbito da internacionalização das formas e práticas culturais, neste projecto pretende-se analisar as reconfigurações pós-coloniais em Portugal, contemplando as ligações entre a identidade nacional e as representações do passado colonial, e apreciar como a temática dos Descobrimentos Portugueses se tornou central para a História, memória e cultura portuguesa.

 

  • O IMPÉRIO COLONIAL PORTUGUÊS E A CULTURA POPULAR URBANA: VISÕES COMPARATIVAS DA METRÓPOLE E DAS COLÓNIAS (1945-1974)  - (PTDC/CPC-CMP/2661/2014)

              P.I.: Elsa Peralta

Sinopse:

Os impérios são espaços de circulação de pessoas e bens entre colónias e respetivos centros metropolitanos, mas também espaços de circulação globais. Formas culturais diversas circularam tanto no espaço do império português, como também entre impérios e entre espaços imperiais e não imperiais, afetando representações do mundo mas também práticas quotidianas. Este projeto interdisciplinar, que junta a história, a antropologia, os estudos pós-coloniais e culturais, procura compreender como é que a circulação dos produtos da cultura popular urbana, imperial e global, entre 1945 e 1974 ajudaram a construir uma sociedade colonial constituída no entrecruzamento de colónias, metrópole e contextos globais mais vastos. Trata-se de um projeto inovador no seu âmbito interdisciplinar. Os membros da equipa têm trabalhado extensivamente sobre os temas do império e da cultura popular partindo de uma variedade de tradições académicas. Esta abordagem permitirá que o tema seja estudado de forma mais sistemática, combinando a produção cultural com a sua prática e consumo, na linha dos estudos realizados em outros contextos, mas em grande parte ausentes na academia portuguesa.

Equipa de Investigação (CEC):

PTDC/CPC-CMP/2661/2014, financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), em curso no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, no qual o CEC é instituição participante com financiamento.

--

Duas teses de doutoramento encontram-se atualmente em desenvolvimento no âmbito Linha de Investigação 5. Legados do Império e do Colonialismo em Perspectiva Comparada, sob a orientação de Elsa Peralta:

Joana Oliveira fez a sua formação académica em Antropologia na Universidade de Coimbra e na Universidade de Lisboa. Atualmente é doutoranda em Antropologia com o tema «A Vida e a Morte: As Histórias das Fotografias no Contexto Português Pós-Colonial» no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, sob orientação de Elsa Peralta e co-orientação de Nuno Domingos. Co-comissariou a exposição Retornar - Traços de Memória no âmbito do projecto de investigação Narrativas de Perda, Guerra e Trauma: Memória Cultural e o Fim do Império Português, coordenado por Elsa Peralta no Centro de Estudos Comparatistas da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.


Bruno Góis
é investigador e ativista político, mestre em Relações Internacionais pelo ISCSP (2012), doutorando em Antropologia e bolseiro de investigação no ICS-ULisboa no projecto O Império Colonial Português e a Cultura Popular Urbana: Visões Comparativas da Metrópole e das Colónias (1945-1974), coordenado por Nuno Domingos. Descendente de colonos da Chibia (Huila-Angola), interessa-se pelos estudos do colonialismo e do imperialismo. Foi membro da comissão científica da exposição Retornar - Traços de Memória e colabora com o CEC-ULisboa no âmbito do projecto de investigação Narrativas de Perda, Guerra e Trauma: Memória Cultural e o Fim do Império Português, coordenado por Elsa Peralta. Atualmente desenvolve o projeto de tese «Memória e cultura popular urbana da população colonial de origem portuguesa em Angola e Moçambique (1945-1975)», sob orientação de Elsa Peralta e co-orientação de Nuno Domingos.



 






| Imprimir | Adicionar aos Favoritos |

Centro de Estudos Comparatistas da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa
conteúdos: © 2006 - 2017, Centro de Estudos Comparatistas
textos assinados: © autor respectivo