Entrada
Entrada
O Centro
Investigação Grupo CITCOM Grupo LOCUS Grupo MORPHE Grupo THELEME Projectos Concluídos
Investigadores
Actividades
Formação
Publicações
Biblioteca
Redes Internacionais
Recursos Electrónicos
Call for Papers
Boletim
Ligações úteis
Contactos

English VersionCEC no FacebookCEC no YouTube
Entrada seta Investigação seta Grupo CITCOM seta 7. IDENTIDADES NACIONAIS EM DIÁLOGO (PORTUGAL, ANGOLA E MOÇAMBIQUE)

7. IDENTIDADES NACIONAIS EM DIÁLOGO (PORTUGAL, ANGOLA E MOÇAMBIQUE)

NATIONAL IDENTITIES IN DIALOGUE (PORTUGAL, ANGOLA AND MOZAMBIQUE)
Coordenação: Doris Wieser

 


 

Projecto:

Identidades Nacionais em Diálogo: Construções de Identidades Políticas e Literárias em Portugal, Angola e Moçambique (1961-presente)

Este projeto de investigação pretende contribuir para uma melhor compreensão do modo como as identidades nacionais são construídas em Portugal, Angola e Moçambique, antes e depois da Revolução dos Cravos (25 de Abril de 1974), na complexa tensão entre poder colonial e colónia. Nem a identidade do (ex)colonizador nem do (ex)colonizado pode ser plenamente compreendida sem se ter em conta o diálogo com o(s) outro(s). A política e a literatura desempenham um papel significativo na construção das identidades nacionais. Identidades, criadas e difundidas pelas autoridades, são parcialmente afirmadas e parcialmente deslegitimadas por obras literárias. O presente projeto de investigação analisa, portanto, obras literárias (poesia e narrativa), contrapõe-nas a discursos políticos (decretos, manifestos, propaganda) e examina a mudança diacrónica na construção de identidades desde o final da época colonial (1961-1974) até à era pós-colonial (1975-presente). A construção de identidades nacionais nestes países e nas duas fases históricas tem sido explorada individualmente, mas não numa perspetiva comparatista, dialógica e diacrónica, que enriquecerá a perceção de contradições e ambiguidades entre as auto- e hétero-imagens criadas das nações.

 






| Imprimir | Adicionar aos Favoritos |

Centro de Estudos Comparatistas da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa
conteúdos: © 2006 - 2017, Centro de Estudos Comparatistas
textos assinados: © autor respectivo