Entrada
Entrada
O Centro
Investigação Grupo CITCOM Grupo LOCUS Grupo MORPHE Grupo THELEME Projectos Concluídos
Investigadores
Actividades
Formação
Publicações
Biblioteca
Redes Internacionais
Recursos Electrónicos
Call for Papers
Boletim
Ligações úteis
Contactos

English VersionCEC no FacebookCEC no YouTube
Entrada seta Investigação seta Projectos Concluídos seta ELiCa - European Literary Canon

ELiCa - European Literary Canon
Coordenação: Helena Buescu e Graciete Silva

ELiCa (University and School for a European Literary Canon)

Iniciado em Maio de 2010 e co-financiado pela Comissão Europeia por um período de dois anos, o Projecto EliCa: University and School for a European Literary Canon, liderado pela Università “La Sapienza”, em associação com a Cooperativa Insegnanti di Iniziativa Democratica (Ciid), conta igualmente com os seguintes parceiros: Universitatea din Bucuresti, Universität zu Kiel, Centro de Estudos Comparatistas da Universidade de Lisboa, Universidade de Santiago de Compostela, Instituto Politécnico de Leiria, Language Service Centre (Giessen).
Assente num diálogo estreito entre Ensino Superior e Ensino Secundário, de forma a congregar investigação e ensino em torno da reactivação de uma memória literária europeia que se pretende não autotélica e, como tal, ciente da impossibilidade de dizer o próprio sem convocar o alheio, o Projecto EliCa afirmou-se ab initio como dispositivo privilegiado de reflexão sobre as virtualidades do gesto comparatista na conformação de uma Europa literária irredutível ao paradigma da nação, na multiplicidade das suas representações endógenas e exógenas. Nesse sentido, o Projecto EliCa pretendeu constituir-se como experiência-piloto ou ensaio controlado de leitura comparada dos clássicos nacionais com textos e autores de outras literaturas europeias, numa óptica de abertura curricular dos cânones nacionais a textos e autores de outras geografias literárias, num número restrito de escolas do Ensino Secundário e sob coordenação de cada um dos parceiros em todos os países intervenientes (Alemanha, Espanha, Itália, Portugal e Roménia).1
Em termos metodológicos, o Projecto envolveu, aliás, três fases essenciais:

  • 1) Levantamento do estado da questão em cada um dos países, através do lançamento de questionários dirigidos a professores e estudantes do Ensino Superior e do Ensino Secundário,2 cujos resultados foram entretanto divulgados na Conferência Internacional La letteratura e la formazione degli europei (Roma, Università “La Sapienza”, 16-17 de Março de 2012) e serão brevemente publicados em número especial da revista Insegnare (Roma, Editoriale Ciid);
  • 2) Concretização de projectos didácticos nas Escolas Associadas, ancorados em propostas iniciais de âmbito nacional (da responsabilidade do Centro de Estudos Comparatistas e do Instituto Politécnico de Leiria, no caso português), que os diversos intervenientes recriaram a seu modo, a publicar no mesmo número da revista Insegnare;
  • 3) Elaboração de uma antologia europeia, representativa das primeiras escolhas dos questionários, já publicada em versão italiana (Letteratura europea: Il Canone, Roma: Nuova Italia/Sapienza, Università di Roma, 2012) e a editar em tradução em cada um dos países intervenientes, estando a versão portuguesa (Um Cânone Literário para a Europa) em adiantado estado de preparação. A antologia inclui, em qualquer dos casos, um elenco (canónico) fixo de quinze autores, invariavelmente acrescido de um clássico nacional: Camões/Os Lusíadas, no caso português, com leitura crítica de Isabel Almeida.

Cada um dos parceiros teve entretanto oportunidade de prosseguir a sua própria linha orientadora, que, no caso do Centro de Estudos Comparatistas, correspondeu à colocação do debate em torno de um presumível cânone europeu, e da própria ideia de literatura europeia, no quadro da sua existência como Literatura-Mundo: do Seminário Inicial (“Modos de ler/Modos de ser”, FLUL, 12-13 de Novembro de 2010), continuado por diferentes módulos de acompanhamento da componente didáctica, ao tema apresentado na Conferência de Roma (“Cartografias prospectivas: Literatura-Mundo e Identidade Europeia”, 16-17 de Março de 2012) e à “Jornada EliCa: Literatura Mundo e Identidade Europeia”, agora realizada, que pretende dar a palavra às Escolas Associadas, potenciando o cruzamento com outros olhares e outros contextos, como o Clube Unesco, o Projecto Literatura-Mundo ou o Programa de Clássicos da Literatura. O desenvolvimento do Projecto valorizou ainda o diálogo interartes, com a Conferência de Rosa Maria Martelo, “A Poesia e o Cinema: Alguns Diálogos Europeus” (FLUL, 26 de Março de 2012).
Sublinhe-se, a finalizar, o interesse do Projecto EliCa em colocar a questão literária na agenda europeia, em nome da sustentabilidade cultural de uma “Europa dos povos” irredutível à esfera económica e financeira, sem esquecer as implicações curriculares de tal propósito.

  • 1. No caso do Centro de Estudos Comparatistas, há a registar um diálogo permanente e frutuoso, pautado por momentos de reflexão teórico-crítica e de concretização didáctica, com quatro escolas da Grande Lisboa, com as quais foram estabelecidos, para o efeito, protocolos de cooperação: Escola Secundária de Camões (Lisboa); Escola Secundária de Carcavelos; Escola Secundária de Emidio Navarro (Almada); Escola Secundária de Gama Barros (Cacém).
  • 2. Tendo em vista a representatividade geográfica da amostra nacional, o Centro de Estudos Comparatistas estendeu o lançamento dos questionários à Escola Secundária Rodrigues de Freitas (Porto) e à Escola Secundária de Vila Real de Santo António, com acordo prévio da DGIDC.

Website: www.ciid.it/elica






| Imprimir | Adicionar aos Favoritos |

Centro de Estudos Comparatistas da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa
conteúdos: © 2006 - 2018, Centro de Estudos Comparatistas
textos assinados: © autor respectivo